Quarta-feira, 24 de Outubro de 2007

Da-me vida

 

 

 

Consegues ver através dos meus olhos?
Ver a minha alma?

Estende-me a tua mão!

Desperta-me para a vida...
Levando-te até ao meu interior
Onde me tornei tão entorpecida
Sem uma alma
O meu espirito dorme em algum lugar frio
Até que tu o encontres lá
E mo tragas de volta para casa
Congelada por dentro
Sem o teu toque,
Sem o teu amor, querido,
Somente tu és a vida entre os humanos
Todo esse tempo
Não posso acreditar que não pude ver

Estive cega
Mantida na escuridão, mas tu estavas lá ,à minha frente
Eu tenho dormido há anos, parece
Tive que abrir meus olhos para tudo
Sem um pensamento
Sem uma voz
Sem uma alma
Não me deixes morrer aqui
Deve haver algo mais

Estende-me a tua mão!
Tras-me para vida
 Acorda a minha alma.


publicado por Maxima às 09:41
link do post | comentar | favorito
|

M@xima

pesquisar

 

Novembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
17

18
24

25
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Condemnation

Pensando

Regras dos homens

silencio

Facil demais

Feridas ocultas

Faz-me acreditar

Bliss

Disfarçe

Injustiças

Jura

Doce tentação

Caipirinhas

Sentir

Poderosa

A moment like this - Kell...

Fui-se-me

Fim de semana

23 de novembro

Valor do beijo

waiting for miracle

Longo dia

Sabia bem...

Inveja

Acidente matinal

Acidente

Mais um dia

ha dias e dias

Tailandia

Lugar de sonho

Fever

A Frente

Escolha

Em jejum (ainda)

Secretamente

Anedota do dia

Poliglota

Pinheiro

A minha compra

Amanha...

Saudades da neve

Já te disse?

Mais algumas

Tb enjoa

Afinal o tamanho conta

Anedotico

Msg tele

Mensagens do meu telemove...

SExta feira

Um recado ao buxe

arquivos

Novembro 2007

Outubro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Novembro 2006

SAPO Blogs

subscrever feeds